quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

ARREMESSADOR SUBSTITUÍDO POR UM JOGADOR IRREGULAR

Num determinado “inning”, o arremessador de uma das equipes foi substituído. Enquanto o novo arremessador fazia os arremessos de aquecimento, descobriu-se que ele era um jogador irregular [seu nome não constava do “line-up card” (formulário de escalação)].  O árbitro de “home” removeu o substituto ilegal e permitiu que o arremessador que deixara o jogo continuasse arremessando.  Foi um procedimento correto?
 
Não. Um jogador, uma vez removido de um jogo, não deve retornar a esse jogo. No caso apresentado acima, como a irregularidade foi notada antes de recomeçar o jogo, um substituto legal deveria ter ocupado o montículo (“mound”).
 
Comentário - Regra 3.03: Qualquer jogada que ocorra enquanto um jogador que deixara o jogo participa novamente desse jogo deve ser considerada válida. Se o árbitro achar que o jogador retornou ao jogo sabendo que isso contraria a regra de substituição de jogadores, poderá expulsar o técnico.
 
CT – 04 – item 3.5: Somente atletas relacionados no “line-up card” e constantes na lista da Delegação poderão permanecer dentro do “bench” e participar do referido jogo. Se um atleta não relacionado no “line-up card”  entra no jogo, ele deve ser substituído imediatamente, e a partida deve continuar normalmente.  Não há penalidade. O árbitro e a anotadora podem e devem avisar. 

Sem comentários:

Enviar um comentário