quinta-feira, 18 de julho de 2019

DEFENSOR ESCONDE A BOLA

Com uma rebatida indefensável o batedor-corredor chegou à 2ª base deslizando. O defensor da 2ª base recebeu a bola devolvida pelo jardineiro central e escondeu-a dentro da luva. O arremessador posicionou-se sobre o “pitcher’s plate”. Nesse momento, o corredor tirou um pé da base e foi tocado com a bola pelo defensor da 2ª base. Deve ser declarado “out”?
Não. Como o arremessador se posicionou sobre o “pitcher’s plate” sem estar de posse da bola, deve ser declarado um “balk”.
[Regra 6.02 (a) (9)]
Um defensor pode esconder a bola para surpreender um corredor fora da base; isso é legal. O que não pode é fazer isso mancomunado com o arremessador, com o propósito de enganar, deliberadamente, o corredor. Se o arremessador está sobre ou perto (não necessariamente com a placa entre as pernas) do "pitcher's plate", sem estar de posse da bola, quando o defensor esconde a bola, tal ato deve ser interpretado como um intento de enganar o corredor; nesse caso, deve ser declarado um "balk".
A partir de 2019, se uma bola é colocada, intencionalmente, dentro do uniforme de um jogador (por exemplo: no bolso da calça), com o propósito de enganar um corredor, o árbitro deve declarar “TIME” e conceder pelo menos uma base –ou mais, se, na sua opinião, a falta cometida pelo defensor justifica uma pena maior– a todos os corredores.
[Comentário – Regra 5.06 (c) (7)]

Sem comentários:

Enviar um comentário