domingo, 22 de janeiro de 2012

ÁRBITRO DE “HOME” TEVE QUE PEDIR DESCULPA AO ARREMESSADOR

O arremessador do Seattle, que estava atuando contra Boston, tinha uma má fama: a de ter o hábito de desfigurar a bola. No segundo “inning” de um jogo entre as duas equipes, o árbitro de “home” desconfiou que ele  estava arremessando bola com saliva.

Em vez de confirmar sua suspeita, o árbitro invalidou um terceiro “strike”, arbitrariamente, alegando que o arremesso havia sido considerado ilegal; e deu outra chance ao batedor.
O árbitro pode fazer isso?

Não, ele não pode, pelo menos de acordo com Warren Giles, ex-presidente da Liga Nacional. Giles repreendeu o árbitro de “home”, Chris Palekoudas, que invalidou um terceiro “strike” de Phil Regan, arremessador do Cubs, e permitiu que Pete Rose do Reds continuasse no “batter’s box”. 
Giles disse a Pelekoudas que não é correto acusar alguém sem prova concreta.

Pelekoudas, sem jeito, pediu desculpa a Regan.
Fonte: BIG LEAGUE Baseball PUZZLERS, de Dom Forker

Sem comentários:

Enviar um comentário