quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022

COMO FORMAR UMA EQUIPE FORTE - 1

Trabalho elaborado por MAMORU ABE (Voluntário sênior da JICA para a comunidade nikkei) 

1. INCUTIR O SENSO DE RESPONSABILIDADE ÀS      JOGADORAS E FAZÊ-LAS MUDAR DE MENTALIDADE

a) Livrar-se de pensamento do tipo “é difícil ganhar dessa equipe” e do “vício de perder”

Em algumas equipes, há aquele pensamento negativo de que nunca conseguirão ganhar. É o que chamam de “vício de perder” ou “pensamento de perdedor”. A primeira coisa a fazer é eliminá-los. Para tanto, as jogadoras devem “encurralar-se” e pressionar a si mesmas para conseguirem vencer a barreira.

b) Incutir o senso de responsabilidade

Explicar repetidas vezes que, aqui no Brasil, as jovens só conseguem praticar o softbol de que tanto gostam graças ao apoio dos pais (transporte, ajuda financeira). Como se trata de assunto extra-jogo muito importante, é preciso fazer com que as jogadoras compreendam muito bem esse aspecto. Espera-se que as atletas da equipe de Atibaia tenham consciência disso e joguem sempre com senso de responsabilidade.

Não é apenas uma questão de ganhar ou perder o jogo. É importante também dar às jogadoras a responsabilidade de retribuir o apoio que recebem.

c) Sob o ponto de vista técnico, é importante o aprimoramento das arremessadoras e da defesa

É preciso priorizar o aprimoramento das arremessadoras e da defesa. Consideremos o beisebol como um esporte em que o importante é anotar pontos, e o softbol como um jogo em que é importante não deixar a equipe adversária marcar pontos. A distância entre o ponto para onde a arremessadora deu o passo e o “home plate” é de aproximadamente 10m. No Brasil, também há arremessadoras que arremessam bolas com velocidade em torno de 90km/hora. Bolas assim são difíceis de serem rebatidas. Por isso mesmo, no caso de softbol, a capacidade da arremessadora influi muito no resultado do jogo. E a defensiva também se torna importante. Há uma grande diferença entre o ponto sofrido através de rebatida e aquele cedido por meio de erro. Quando deixamos a equipe adversária marcar pontos por erro, o fluxo do jogo muda num instante. Além disso, o clima entre as jogadoras da equipe fica ruim. É, portanto, importante diminuir o número de erros da defesa. Para isso, é preciso reservar bastante tempo para treinar a defesa. Aumentando o volume de treinamentos defensivos, conseguir-se-á mais progresso no nível técnico da defesa. E, além do mais, as defensoras poderão fortalecer as pernas e os quadris, correndo atrás de bolas, principalmente através de “knock” (treinamento para defensoras por meio de bolas batidas pelo técnico).

Sem comentários:

Enviar um comentário