quinta-feira, 12 de novembro de 2015

FOI APLICADA A REGRA DE “INFIELD FLY” – DECISÃO CORRETA?

Corredor na 1ª e 2ª base, um “out”, rebatida “fly” para o espaço entre o interbases e a linha de “foul” do jardim esquerdo.  O interbases afastou-se rapidamente e levantou as mãos, indicando que efetuaria a defesa, mas parou, talvez preocupado com a aproximação do jardineiro esquerdo, que estava avançando em direção à bola. (A bola caiu entre os dois.) O árbitro de linha, que se encontrava perto do lance, aplicou a regra de “Infield Fly” e eliminou o batedor-corredor. O técnico da equipe na ofensiva reclamou, mas a decisão foi mantida. 

O árbitro deve ter julgado que o interbases poderia ter agarrado a bola mediante um esforço normal.

A regra de “Infield Fly” deve ser aplicada quando o batedor acerta um “fair fly” –exceto um “line drive” ou um “fly” resultante de “bunt”– que pode ser agarrado por um defensor do campo interno mediante um esforço normal, na seguinte situação: a 1ª e 2ª base, ou a 1ª, 2ª e 3ª base estão ocupadas e há menos de duas eliminações. O arremessador, o receptor e qualquer defensor do campo externo posicionado no campo interno, na jogada, devem ser considerados defensores do campo interno para os propósitos desta regra. 

[Definições de Termos (“INFIELD FLY”), Regra 6.05 (e)]

Sem comentários:

Enviar um comentário