quarta-feira, 2 de maio de 2018

BOLA LANÇADA ATINGE O “BAT BOY” (RECOLHEDOR DE “BAT”)

Aconteceu num jogo de beisebol. Bases cheias, um eliminado. “Base Hit” (rebatida indefensável) na direção do jardim central. O jardineiro central, ao tentar eliminar o corredor da 2ª base, que estava correndo logo atrás do corredor da 3ª base, lançou para “home”, mas a bola atingiu o “bat boy” que se encontrava nas proximidades do “home plate” e desviou. Como o árbitro deve decidir este caso?

Desde que o “bat boy” não tenha tocado a bola, intencionalmente, a bola continua viva; o jogo deve prosseguir normalmente. Se, porém, ele chutar, apanhar ou empurrar a bola, tal ato será interpretado como uma interferência intencional, sem levar em consideração qual teria sido sua intenção.

Se a interferência for considerada intencional, a bola ficará morta no momento em que a falta é cometida, e o árbitro deverá impor as penalidades que, na sua opinião, anularão o ato da Interferência.

[Regra 6.01 (d) <3.15)>, Comentário – Regra 6.01 (d) <Comentário – Regra 3.15>]

Sem comentários:

Enviar um comentário