terça-feira, 24 de maio de 2011

"FAIR" OU "FOUL"?

Ocorreu num jogo de beisebol da categoria Infantil: Rebatida “fly” para as proximidades da linha de base entre o “home plate” e a 3ª base. O defensor da 3ª base tentou efetuar a defesa, mas a bola escapou de sua luva e caiu em território “fair” (o defensor estava em território “foul”). O batedor conseguiu chegar à 1ª base. O árbitro de “home” declarou um “foul ball” e mandou o batedor retornar ao “batter’s box” (a bola estava em território “foul” quando tocou a luva do defensor). A equipe na ofensiva, porém, não concordou com a decisão, e ... teve início uma longa discussão. O jogo ficou paralisado por algum tempo, mas, finalmente, prevaleceu a decisão do árbitro.

Regra 2.00 “FAIR BALL”:  Um “fair fly” deve ser julgado de acordo com a posição da bola em relação à linha de “foul”, incluindo o poste de “foul”, e não pela posição do defensor –se ele estava em território “fair” ou “foul” –no momento em que tocou a bola.

Regra 2.00 “FOUL BALL”: Um “foul fly” deve ser julgado de acordo com a posição da bola em relação à linha de “foul”, incluindo o poste de “foul”, e não pela posição do defensor –se ele estava em território “foul” ou “fair” –no momento em que tocou a bola.
Se isso tivesse acontecido num jogo de softbol, seria dada a mesma decisão. 

(Regra 1 – Seção 29 – NOTA, Regra 1 -  Seção 37 – NOTA)










Sem comentários:

Enviar um comentário