quinta-feira, 21 de junho de 2018

ARREMESSADOR E TÉCNICO EXPULSOS DO JOGO

O primeiro arremesso a um batedor foi em direção ao seu corpo, e o segundo, atingiu em cheio o seu braço. O arremessador e o técnico foram expulsos do jogo (o árbitro de “home” deve ter julgado que o 'deddo booru'* foi intencional, e também que o técnico ordenara o arremesso perigoso).

Clique aqui e veja o lance no trecho 0.53 – 2.19.

Foi aplicada a Regra 6.02 (c) <8.02>  (9): O arremessador não deve arremessar, intencionalmente, no corpo do batedor.

Se o árbitro julgar que o arremessador cometeu tal infração, poderá tomar qualquer das seguintes medidas:

(A) expulsar o arremessador, ou o técnico e o arremessador, do jogo, ou

(B) advertir o arremessador e o técnico de ambas as equipes de que outro arremesso dessa natureza resultará na expulsão imediata desse arremessador (ou um substituto) e do técnico.

Se, na opinião do árbitro, as circunstâncias justificam, ambas as equipes podem ser “advertidas” oficialmente antes do jogo ou a qualquer momento durante o jogo.

Presidentes de Ligas podem tomar medidas adicionais de acordo com autoridade estipulada na Regra 8.04 (Regra 9.05).

Comentário – Regra 6.02 (c) (9) [Comentário – Regra 8.02 (d)]: O pessoal da equipe não pode entrar na área de jogo para discutir ou contestar uma advertência feita de acordo com a Regra 6.02 (c) (9) [Regra 8.02 (d)]. Se um técnico, “coach” ou jogador deixa o “dugout” ou a sua posição para contestar uma advertência, o árbitro deve chamar a sua atenção e mandar parar. Se ele continuar, poderá ser expulso.

Arremessar na cabeça de um batedor é antidesportivo e extremamente perigoso. Deve ser –e é– condenado por todos. Os árbitros devem agir sem hesitação na aplicação desta regra.

*'Deddo Booru' (ou 'detto booru', como costumamos dizer) = "Hit by Pitch"

Sem comentários:

Enviar um comentário