sexta-feira, 2 de setembro de 2011

CONTATO COM O CORREDOR SEM ESTAR DE POSSE DA BOLA

Braves e Phillies não haviam feito pontos até o sétimo “inning”. Com uma eliminação, Braves tinha Dale Murphy na 3ª base. Numa bola rebatida para trás do montículo (“mound”), Murphy foi surpreendido fora da base, e teve início um “run-down play” (jogada de perseguição). Enquanto o defensor da 3ª base e o receptor do Phillies trocavam lançamentos, o arremessador ficou posicionado entre o corredor e a bola. Murphy, para tentar evitar ser eliminado por toque, atropelou o arremessador. Como decidir este lance?

O arremessador cometeu Obstrução. O corredor deve ser autorizado a avançar para “home” e anotar um ponto.
[Regra 7.06 (a)]

Uma jogada como a apresentada acima acontece de quando em quando num campo de beisebol. Por exemplo, a equipe visitante Indians e o Senators estavam mantendo o 0 x 0 no oitavo “inning” de um jogo realizado em 1949. Eddie Robinson era o corredor da 3ª base. Early Wynn era o arremessador. No momento em que houve o contato do corredor com o arremessador, o árbitro disse a Robinson: “Você pode anotar ponto”.

Uma das coisas intrigantes sobre essa jogada é que o técnico do Indians, Lou Boudreau, não estava ciente de que havia ocorrido uma Obstrução, e por isso questionou energicamente a decisão do árbitro. No dia seguinte ele pediu desculpas aos árbitros e confessou-lhes que eles tinham tomado uma decisão correta.
Fonte: BIG LEAGUE Baseball PUZZLERS, de Dom Forker

Sem comentários:

Enviar um comentário