quinta-feira, 10 de março de 2011

CONCESSÃO DE BASES

Corredor na 2ª base, rebatida indefensável (“hit”) para “refuto”* (jardim esquerdo). O jardineiro esquerdo (“leftfielder”), ao tentar “pegar” o corredor no “home”, jogou um “bootoo”* e mandou a bola para uma área de bola morta. Quando o “leftfielder” lançou a bola, o batedor-corredor já havia chegado à 1ª base. O árbitro da 1ª base concedeu-lhe a 2ª base. Você concorda com a decisão dada?

Não. O árbitro deveria ter concedido duas bases a partir da base onde o batedor-corredor se encontrava quando o defensor soltou a bola do lançamento, Ou seja, o batedor-corredor teria o direito de ocupar a 3ª base.

[Beisebol: Regra 7.05 (g)]

(Softbol: Regra 8 – Seção 7f,  EFEITO – Seção 7f)

* “Refuto” (o R não tem o som aspirado) vem de “left” do termo “leftfield”.

* “Bootoo” é um termo japonês que significa bola arremessada de maneira rude, violenta; arremesso descontrolado; arremesso longe do alvo. É um arremesso tão alto, tão baixo ou tão fora do “home plate” que não pode ser apanhado pelo receptor mediante um esforço normal.

No beisebol brasileiro esse termo é usado para designar qualquer bola atirada descontroladamente, ou seja, tanto um arremesso descontrolado como um lançamento descontrolado. Quando um defensor faz um mau lançamento, o pessoal diz ... jogou um “bootoo”. “Bootoo” = “wild pitch” = arremesso descontrolado; lançamento descontrolado é “wild throw” = “aku sookyuu”, em japonês.

Sem comentários:

Enviar um comentário