sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

"FOUL TIP" OU "FLY OUT"?

Aconteceu num jogo de softbol. Contagem de bolas sobre o batedor: 1 – 1 (um “ball” – um “strike”). O batedor executou “bunt” e mandou a bola à frente do “home plate”. O receptor, reagindo instantaneamente, saltou e agarrou-a antes que ela tocasse o solo. A bola rebatida não havia subido além da cabeça do batedor. O árbitro de “home”, que observou o lance, decidiu que foi um “foul tip”; declarou um “strike” e fez o batedor retornar ao “batter’s box”. O que você acha da decisão dada pelo árbitro?
Não foi um “foul tip”. Está definido que “foul tip” é uma bola rebatida que não sobe além da cabeça do batedor, vai diretamente do “bat” à luva do receptor (“catcher’s mitt”) e é legalmente agarrada antes de tocar o solo. Neste caso, a bola não subiu além da cabeça do batedor, porém não foi diretamente à luva do receptor; foi o receptor que fez um esforço para apanhá-la. Essa jogada deve ser tratada da mesma forma que um “fly” apanhado legalmente por qualquer defensor.
(Regras:  1 – Seção 39, 7 – Seção 4c, 8 – Seção 2b)
Fonte: Official Softball Rule Case Book (JSA – Japan Softball Association)
Se um lance assim ocorrer no beisebol, será aplicada a Regra 6.05 (a). Ver Regras: 2.00 “FOUL TIP” e 2.00 “STRIKE” (g).

Sem comentários:

Enviar um comentário