segunda-feira, 24 de outubro de 2022

MANUAL DE ARBITRAGEM - SISTEMA DE 4 ÁRBITROS (IBAF - INTERNATIONAL BASEBALL FEDERATION)

SITUAÇÃO DE JOGO  6

CORREDOR NA 1ª BASE, QUALQUER NÚMERO DE ELIMINAÇÕES, “FLY” PARA O FUNDO DO JARDIM ESQUERDO 

1. O árbitro do “home plate” observa a reação do árbitro da 3ª base e procura assegurar-se de que o árbitro da 2ª base e o árbitro da 1ª base estão se movimentando corretamente. Em seguida, o árbitro do “home plate” começa a se mover em direção à 3ª base, ajustando seus passos à ação do corredor da 1ª base. Se o corredor da 1ª base continua avançando, o árbitro do “home plate” tem de ir decididamente em direção à 3ª base; se o corredor da 1ª base permanece sobre a base (“tag-up”) ou a meio-caminho da 2ª base, o árbitro do “home plate” parte para a 3ª base, mas não há necessidade de se apressar. Enquanto a jogada se desenvolve, o árbitro do “home plate” vai em direção à 3ª base. Ele tem de comunicar-se com seus companheiros, principalmente com o árbitro da 2ª base; deve dizer, em voz alta: “Deixe a 3ª base comigo!”.  Depois, se o corredor da 1ª base avança à 3ª base, o árbitro do “home plate” anuncia: “Estou na 3ª base!”. O árbitro do “home plate” permanece em território “foul”, a aproximadamente 10 metros da 3ª base, a menos que ele veja o corredor da 1ª base e a bola chegando à 3ª base. Se isso acontecer, o árbitro do “home plate” entra no quadrilátero, aproxima-se da base, para e observa o desenrolar da jogada. Se a jogada na 3ª base falha, o árbitro do “home plate” tem de olhar na direção do “home plate” para assegurar-se de que o árbitro da 1ª base está devidamente posicionado. Se o árbitro da 1ª base não estiver posicionado, o árbitro do “home plate” retorna ao “home plate”  e cobre alguma jogada que lá se desenvolve.

2. O árbitro da 1ª base observa a reação do árbitro da 3ª base. Quando o árbitro da 3ª base vai atrás da bola, o árbitro da 1ª base permanece perto da 1ª base para observar o batedor-corredor tocar a base e, se a bola é apanhada no ar, fica atento ao retorno do corredor da 1ª base. Se a bola vai ao solo, por um “hit” (ou um erro), o árbitro da 1ª base tem de preparar-se para cobrir o “home plate”. Isso acontece somente quando o corredor da 1ª base avança para 3ª base. Se, eventualmente, o corredor da 1ª base tenta anotar ponto, o árbitro da 1ª base tem de estar posicionado ao longo do prolongamento da linha da 3ª base para observar a jogada.

3. O árbitro da 2ª base observa a reação do árbitro da 3ª base e, em seguida, procura assegurar-se de que o árbitro da 1ª base está perto da 1ª base e o árbitro do “home plate” se movimenta em direção à 3ª base. O árbitro da 2ª base permanece próximo à 2ª base para observar alguma jogada que se desenvolve lá. Se a bola vai ao solo, por um “hit” (ou um erro), e o corredor da 1ª base avança à 3ª base, o árbitro da 2ª base, então, se encarrega do batedor-corredor. Se o batedor-corredor apenas ameaça avançar à 2ª base, após ultrapassar a 1ª base, o árbitro da 2ª base pode ter que ir em direção à 1ª base e preparar-se para uma jogada subsequente.

4. O árbitro da 3ª base observa a bola rebatida e anuncia que está indo atrás da bola. Em seguida, vai decididamente na direção de uma posição que lhe ofereça um bom ângulo para ver o defensor tentando apanhar a bola no ar, verificar se a bola passa a cerca do campo externo, em voo ou após tocar o solo, e, se necessário, decidir se a rebatida é “fair” ou “foul”. Quando vai atrás da bola, o árbitro da 3ª base não retorna para cobrir alguma jogada no campo interno. 

Sem comentários:

Enviar um comentário