domingo, 13 de março de 2022

ARBITRAGEM EM BEISEBOL (PARA CATEGORIAS MENORES) - 15

MECÂNICA PARA O SISTEMA DE QUATRO ÁRBITROS

(Trabalho elaborado pela Associação dos Árbitros de Beisebol do Japão) 

MOVIMENTAÇÃO DOS ÁRBITROS

COM CORREDOR NA 3ª BASE

(1) QUANDO O ÁRBITRO DA 3ª BASE VAI

 ATRÁS DA BOLA

 REBATIDA PARA O ESPAÇO ENTRE O

 JARDINEIRO

 ESQUERDO E A CERCA LATERAL DO

 JARDIM ESQUERDO 

Árbitro de “home”: Se o corredor fizer “tag-up”, verificar se o fez corretamente; em seguida, preparar-se para uma jogada no “home base”. Se a rebatida resultar em ‘hitto’ (rebatida indefensável), verificar –enquanto se move até as proximidades do “coach’s box”da 3ª base– se o corredor da 3ª base pisa o “home base”. Nesse momento, deverá avisar que vai se encarregar da 3ª base (dizer em voz alta: “estou indo para a 3ª base!”). Se houver jogada na 3ª base, deverá entrar rapidamente no quadrilátero e dar a decisão.

Árbitro da 1ª base: Verificar se o batedor-corredor pisa a 1ª base. Preparar-se para uma jogada no “home base” se o árbitro de “home” for para a 3ª base (avisar, em voz alta, que vai se encarregar do “home base”).

Árbitro da 2ª base: Entrar no quadrilátero e preparar-se para uma jogada na 2ª base.

Árbitro da 3ª base: Ir atrás da bola rebatida; não deve retornar até a jogada ser concluída.

Sem comentários:

Enviar um comentário