sexta-feira, 9 de julho de 2021

INTERFERÊNCIA INTENCIONAL

Rebatida “line drive”* forte. A bola passou sobre a 3ª base, tocou o solo em território “fair” e desviou para o território “foul”. O policial que estava a serviço nas proximidades da cerca lateral chutou-a para o território “fair”.

Deve ser declarada uma Interferência intencional. A bola fica morta, e o árbitro deve impor as penalidades que, na sua opinião, anularão o ato da Interferência.

Para decidir se uma interferência é intencional ou não, o árbitro deve basear-se na ação da pessoa. Por exemplo: um gandula (recolhedor de “bat” ou catador de bola), policial, etc. faz um esforço para não ser atingido por uma bola lançada ou rebatida, mas, mesmo assim, não consegue evitar o incidente. Nesse caso, ele estaria envolvido numa interferência não intencional. Se, porém, ele pegar, segurar, tocar a bola ou empurrá-la/chutá-la, intencionalmente, tal ato será interpretado como uma interferência intencional.

[Alteração feita na Regra 6.01 (d), em 2020]

Line Drive” é uma bola rebatida que vai em linha reta, com força, do “bat” a um defensor, sem tocar o solo.

Sem comentários:

Enviar um comentário