sexta-feira, 27 de outubro de 2017

“INFIELD FLY” E BOLA DERRUBADA INTENCIONALMENTE

“INFIELD FLY”

a) Quantidade de eliminações: Nenhum eliminado ou um eliminado.

b) Posição dos corredores: 1ª e 2ª base ou bases cheias.

c) Bolas rebatidas que são consideradas: “Fly” para o campo interno. “Line Drive” (rebatida em que a bola vai em linha reta) e “Fly” resultante de “bunt” não são consideradas.

d) Bolas que podem ser apanhadas com esforço normal por: arremessador, receptor, defensor do campo interno e defensor do campo externo posicionado no campo interno.

e) Bola em jogo ou bola morta: É bola em jogo. Entretanto, se a bola rebatida que é declarada “Infield Fly” (a) atinge um corredor que está em contato com uma base, o batedor é eliminado, mas o corredor não, e a bola torna-se morta; (b) se a bola atinge um corredor que está fora da base, batedor e corredor são eliminados, e a bola torna se morta.

f) Decisão: Qualquer árbitro pode dar a decisão.

g) Corredores: Podem avançar, porém correm o risco de serem eliminados.

BOLA DERRUBADA INTENCIONALMENTE

a) Quantidade de eliminações: Nenhum eliminado e um eliminado.

b) Posição dos corredores: Quando há corredor na 1ª base.

c) Bolas rebatidas que são consideradas: “Fly” (inclusive aquele resultante de “bunt”) e “Line Drive” para o campo interno.

d) Bolas que podem ser apanhadas com esforço normal por: arremessador, receptor, defensor do campo interno e defensor do campo externo posicionado no campo interno.

e) Bola em jogo ou bola morta: Bola morta (o batedor é “out”). Entretanto, se a bola rebatida declarada “Infield Fly” é derrubada intencionalmente, a Regra de “Infield Fly” tem prioridade , e a bola permanece em jogo.

f) Decisão: Qualquer árbitro pode dar a decisão.

g) Corredores: Não podem avançar (têm de retornar às bases que ocupavam no momento do arremesso).

Fonte: JSA – Japan Softbol Association

Sem comentários:

Enviar um comentário