quarta-feira, 27 de setembro de 2017

ARBITRAGEM EM BEISEBOL – MECÂNICAS PARA O SISTEMA DE QUATRO ÁRBITROS (6)

Com pelo menos um corredor na 2ª base (o árbitro da 2ª base está posicionado dentro do quadrilátero). Rebatida “fly” para as proximidades da cerca do “leftfield” (jardim esquerdo).

1) O árbitro de “home” deve observar a reação do árbitro da 3ª base e dar alguns passos na direção da 3ª base. Se o corredor da 2ª base avançar em direção ao “home plate”, o árbitro de “home” terá de posicionar-se para observar a jogada. Se há um corredor na 3ª base, e esse corredor está sobre a ‘almofada’ (menos de duas eliminações), o árbitro de “home” tem de ir para o território “foul” a fim de observar a jogada no campo externo e  o “tag up” (saída de base). Se o corredor avançar para “home”, o árbitro de “home” terá de retornar à posição e posicionar-se para observar a jogada. Em todas as outras situações, o árbitro de “home” pode, em princípio, ficar descontraído.

2) O árbitro da 1ª base deve observar a bola rebatida e dar alguns passos em direção à 1ª base. Se o árbitro da 3ª base vai atrás da bola, o árbitro da 1ª base tem de entrar no quadrilátero, girar, olhar o batedor-corredor tocar a 1ª base e ir decididamente à 2ª base para cobrir todas as possíveis jogadas naquela base. Tão logo sinta que pode cobrir uma jogada na 2ª base, o árbitro da 1ª base deve dizer ao árbitro da 2ª base: “Deixe a 2ª base comigo!”. Assim, o árbitro da 2ª base fica liberado para concentrar-se inteiramente em jogadas na 3ª base. Nesta mecânica o árbitro da 1ª base tem sempre a responsabilidade sobre as jogadas na 1ª base; quando ele se comunica com  o árbitro da 2ª base, conforme foi descrito, é também o responsável por todas as jogadas na 2ª base.

3) O árbitro da 2ª base deve observar a reação do árbitro da 3ª base e, em seguida, procurar assegurar-se de que o árbitro da 1ª base está entrando no quadrilátero. Com menos de duas eliminações, o árbitro da 2ª base deve observar a jogada no campo externo e o “tag up” (saída de base) do corredor da 2ª base.  O árbitro da 2ª base deve ir, sem preocupação, em direção à 3ª base, mas tem de permanecer perto da 2ª base e estar pronto para retornar a fim de cobrir uma jogada na 2ª base até que o árbitro da 1ª base o libere. Antes de o árbitro da 1ª base comunicar que está pronto para cobrir a 2ª base, o árbitro da 2ª base é o responsável por todas as jogadas na 2ª e 3ª base. Depois que o árbitro da 1ª base se responsabiliza pela 2ª base, o árbitro da 2ª base deve preocupar-se somente com as jogadas na 3ª base.

4) O árbitro da 3ª base deve observar a reação do árbitro da 1ª base e anunciar que está indo atrás da bola. Em seguida, deve ir decididamente na direção de uma posição que lhe ofereça um bom ângulo para ver o defensor tentando apanhar a bola no ar, verificar se a bola passa a cerca do campo externo, em voo ou após tocar o solo,  e, se necessário, decidir se a rebatida é “fair” ou “foul”. Quando vai atrás da bola, o árbitro da 3ª base não deve retornar para cobrir alguma jogada no campo interno.

Fonte: Manual de Arbitragem da Federação Internacional de Beisebol (IBAF – International BAseball Federation)

Sem comentários:

Enviar um comentário