quarta-feira, 13 de setembro de 2017

ARBITRAGEM EM BEISEBOL – MECÂNICAS PARA O SISTEMA DE QUATRO ÁRBITROS (2)

Nenhum corredor em base (o árbitro da 2ª base está posicionado fora do quadrilátero). Rebatida “fly” para “leftfield” (jardim esquerdo).

1) O árbitro de “home” tem de parar para observar a bola rebatida e a reação do árbitro da 2ª base. Em seguida, deve assegurar-se de que o árbitro da 1ª base e o da 3ª base estão se movimentando corretamente. Se achar que a rebatida vai resultar em jogada normal, deverá deslocar-se aproximadamente 45 pés (13,716m) em direção à 3ª base. Se lhe parecer que a rebatida vai ser um “base hit” (rebatida indefensável) de mais de uma base, terá de começar a se movimentar na direção da 3ª base, ajustando seus passos de acordo com a ação do corredor. O árbitro de “home” tem de estar a uns dez metros da 3ª base bem antes do corredor. Se o corredor vai na direção da 3ª base, o árbitro de “home” tem de acompanhar a jogada em andamento e, quando ele (corredor) e a bola se aproximarem da 3ª base, deverá parar perto da base para observar o lance. Se a jogada na 3ª base falhar e o corredor avançar em direção ao “home plate”, o árbitro da 1ª base já deverá estar posicionado para julgar o lance no “home”.

2) O árbitro da 1ª base deve observar a reação do árbitro da 2ª base. Quando o árbitro da 2ª base se move na direção do quadrilátero, o da 1ª base deve caminhar em direção à 1ª base e permanecer em território “foul” para observar o batedor-corredor tocar a base. Se o batedor-corredor avançar à 2ª base e, após ultrapassá-la, continuar correndo, o árbitro da 1ª base deverá ir para “home” caso  ele tente anotar ponto.

3) O árbitro da 2ª base deve observar a bola rebatida e anunciar que não vai atrás da bola. Em seguida, deve mover-se em direção à 2ª base, ajustando seus passos à velocidade do corredor. Se o corredor tentar conquistar bases extras, terá de entrar no quadrilátero, rapidamente, e ficar posicionado perto da 2ª base para julgar a jogada sobre ele.

4) O árbitro da 3ª base deve observar a reação do árbitro da 2ª base. Quando o árbitro da 2ª base deixa a bola rebatida por conta do árbitro da 3ª base, este deve mover-se decididamente na direção de uma posição que lhe ofereça um bom ângulo para ver o defensor tentando apanhar a bola no ar. Caso o lance esteja ocorrendo nas proximidades do território “foul”, o árbitro deve parar sobre a linha de “foul” (mantendo a linha entre as pernas), porque a decisão “fair”-“foul” é de sua responsabilidade.  O árbitro da 3ª base tem de observar também se a bola passa a cerca do campo externo, em voo ou após tocar o solo. Quando vai atrás da bola, o árbitro da 3ª base não deve retornar para cobrir alguma jogada no campo interno.

Fonte: Manual de Arbitragem da Federação Internacional de Beisebol (IBAF – International BAseball Federation)

Sem comentários:

Enviar um comentário