terça-feira, 27 de junho de 2017

CASOS QUE ACONTECERAM EM JOGOS DO XII CAMPEONATO BRASILEIRO DE BEISEBOL INTERCLUBE – CATEGORIA 55 ANOS – REALIZADOS NOS DIAS 24 e 25/06/2017 NO ESTÁDIO MIE NISHI

1) Corredor na 1ª e 2ª base, dois eliminados. O arremessador, distraidamente, assumiu a Posição “Windup” e levantou os braços acima da cabeça , mas ao lembrar-se que havia corredores em base, deu um passo para trás do “pitcher’s plate” e parou o movimento. Foi declarado um “balk”. O técnico da equipe na defensiva reclamou, alegando que o arremessador não cometera falta, já que saiu do “pitcher’s plate” antes de movimentar o pé livre. O árbitro de “home” manteve sua decisão.

Foi aplicada a Regra 8.05 (a): Se há corredor(es) em base, deve ser declarado um “balk” quando o arremessador, enquanto está em contato com o “pitcher’s plate”, faz qualquer movimento naturalmente relacionado com seu arremesso e deixa de efetuar tal arremesso.

2) Corredor na 1ª base, um “out”, contagem de arremessos: dois “strikes”. O batedor tentou rebater o arremesso seguinte; a bola passou sem ter contato com o “bat”, tocou a luva do receptor e desviou. O batedor chegou à 1ª base, e o corredor, à 2ª base (foram declarados “safe”). A equipe na defensiva reclamou, mas o árbitro de “home” não eliminou o batedor.

Deveria ser aplicada a Regra  6.05 (c): Um batedor é eliminado quando, com menos de duas eliminações e a 1ª base ocupada, um terceiro “strike” não é agarrado pelo receptor.

3) O batedor chegou “safe” à 1ª base com um “base hit” em direção ao jardim direito. Mediante reclamação da equipe na defensiva, o árbitro de “home” constatou que ele havia usado um “bat” ilegal. O batedor foi declarado “out”.

Sem comentários:

Enviar um comentário