domingo, 7 de maio de 2017

‘KENSEI’* SEM DAR PASSO EM DIREÇÃO À BASE

No momento em que o arremessador –destro– efetuou o lançamento à 1ª base, o pé livre estava com a ponta direcionada à ‘almofada’, e o calcanhar, ligeiramente levantado; percebia-se que ele não havia dado um passo em direção à base, e sim apenas mudado a direção do pé livre girando sobre esse pé.  Movimento legal?

Não. É “balk”.

Enquanto está em contato com o “pitcher’s plate”, o arremessador deve dar um passo diretamente em direção a uma base antes de lançar a essa base. Se um arremessador muda a direção do pé livre, ou gira sobre esse pé sem realmente dar um passo, e lança antes de dar um passo, o árbitro deve declarar um “BALK”.

[Regra 8.05 (c)]

Dar um passo significa levantar o pé livre inteiro do solo e abaixá-lo num local diferente daquele de onde foi iniciado o movimento, e tal pé deve estar direcionado à base. O pé livre inteiro tem de ser movimentado numa direção, de forma que ele fique voltado para a base. Ao dar o passo, o calcanhar do pé livre não pode voltar ao mesmo ponto de onde o pé foi levantado.

Fonte: Manual do Árbitro da N.A.P.B.L. – National Association of Professional Baseball Leagues

*‘Kensei’ é um termo japonês. Fazer ‘KENSEI’ significa reprimir, suster a ação ou movimento de, segurar etc. No beisebol, esse termo é usado para designar aquela jogada em que o arremessador tenta segurar o corredor na base, ou eliminar o corredor que está fora da base. ‘Kensei’ = “Pickoff Play”.

Sem comentários:

Enviar um comentário