segunda-feira, 30 de novembro de 2015

BOLA DERRUBADA INTENCIONALMENTE

Corredor na 1ª base, um eliminado, “line drive” na direção da 2ª base. O interbases derrubou a bola após apanhá-la, pisou a 2ª base e lançou à 1ª base –o batedor-corredor foi declarado eliminado ("double  play"???). No momento em que os defensores começaram a deixar o campo, o técnico da equipe na ofensiva reclamou, alegando que o interbases derrubara a bola intencionalmente. Aí os árbitros se reuniram e eliminaram o batedor-corredor; o corredor permaneceu na 2ª base. O jogo teve prosseguimento, com corredor na 2ª base, dois “outs”. Decisão correta?

Não. Os árbitros deveriam ter retornado o corredor à 1ª base.  

Regra 6.05 (l): Um batedor é eliminado quando, com menos de duas eliminações e corredor na 1ª, 1ª e 2ª, 1ª e 3ª ou 1ª, 2ª e 3ª base, um defensor do campo interno derruba, intencionalmente, uma bola “fair fly” (“fly” rebatido para o território “fair”) ou “line drive” (bola rebatida que vai em linha reta, com força, do “bat” a um defensor, sem tocar o solo). A bola torna-se morta e o(s) corredor(es) deve(m) retornar à(s) sua(s) base(s) original(is).  (Vide REGRA APROVADA e NOTAS 1 e 2.)

domingo, 29 de novembro de 2015

CBBS - NOTÍCIA

ISCORE CBBS 2015
CURSO DE ESTATÍSTICA DA CBBS

Sistema  iScore 2015
A CBBS, através do departamento de estatísticas ministrou neste fim de semana,
 O curso de anotação através do sistema  iScore ministrada pelos sensei  Cris e Marcio.
Estiveram presente:
Maringá: Carmen Okawa, Cecilia Ueno, Cinthia Uemura.
Londrina: Jaqueline Hara.
Marília: Marcia Ito, Lucia Shintaku,  Patricia Shinohara.
Curitiba: Cecilia Shishido, Cintia Sakurada, Eriza Umeda,
Paraná Clube: Marcia Nakatani.
Indaiatuba:  Patricia Maekawa, VanessaTawara.
Nippon Blue Jays: Marcia Iamamura, Celso Kawakami, Elisabete Itani
Gecebs: Wilson Sakuma.
Cooper Clube: Silvio Shimazaki, Sueli Simonura, Aurea Karubi.
Softbol : Paulo Kimura

POSICIONAMENTO DO ÁRBITRO DA 1ª BASE EM JOGADA FORÇADA NA SUA BASE (6)

Rebatida “ground” curta para o jardim direito.

O árbitro deve deslocar-se para a esquerda e permanecer no território “foul”, mantendo uma distância de cinco a seis metros da base. Dessa posição deve acompanhar a trajetória da bola lançada e observar a jogada.

Veja o vídeo (13.56 - 14.02) 

https://www.youtube.com/watch?v=aAy3Sh_RXjc

sábado, 28 de novembro de 2015

POSICIONAMENTO DO ÁRBITRO DA 1ª BASE EM JOGDA FORÇADA NA SUA BASE (5)


Rebatida “ground” na direção do defensor da 1ª base.

O árbitro deve deslocar-se para a esquerda e permanecer no território “foul”, mantendo uma distância de cinco a seis metros da base; dessa posição deve observar a jogada. 

Veja o vídeo (2.06 - 2.13).

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

DEFENSOR ATIRA SUA LUVA E TOCA UMA BOLA LANÇADA

Corredor na 1ª base. Rebatida indefensável para o jardim esquerdo. O corredor estava se aproximando da 2ª base no momento em que a bola mal lançada pelo jardineiro esquerdo foi interceptada pela luva atirada pelo defensor da 2ª base (a bola foi ao solo). Quantas bases devem ser concedidas ao corredor e ao batedor-corredor?

Duas bases a partir da posição que eles ocupavam no momento em que a luva atingiu a bola.

[Regra 7.05 (e) – vide Nota]

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

LANCE DE TOQUE NO “HOME”

Independente de onde ocorra a jogada –dentro do círculo de 26 pés que circunda o “home plate” ou fora dele–, deve ser aplicada a Regra 7.08 (a) (1), ou seja, o corredor deve ser eliminado quando desvia mais de 3 pés do caminho da base, para fugir do toque de um defensor. (O caminho da base de um corredor é estabelecido quando ocorre a tentativa de toque, e é uma linha reta entre o corredor e a base que ele está tentando alcançar.) 


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DA AAA

Edital de Convocação

A Associação de Árbitros e Anotadores de Beisebol e Softbol do Brasil, com sede à Rua dos Estudantes, 74 - Liberdade, na Capital do Estado de São Paulo, convoca seus associados para participarem da Assembleia Geral Ordinária desta entidade, a realizar-se no próximo dia 05 de dezembro de 2015 (sábado), às 17:00hs em primeira chamada e às 17:30hs em segunda chamada, no Estadio Mie Nishi - Bom Retiro, nesta Capital para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia:

1.: Eleição da nova diretoria 2016/2017.
2.: Balanço de 2014 e 2015.
3.: Demais assuntos.

BOONEN-KAI 2015

A Associação de Árbitros e Anotadores de Beisebol e Softbol do Brasil  tem a imensa satisfação de convidar V.Sa. para participar da nossa tradicional confraternização de final de ano.

Data:      10/12/2015 (quinta-feira) a partir de 19:00 hs

Local:     Associação Cultural e Assistencial Mie Kenjinkai do Brasil 
               Av. Lins de Vasconcelos, 3352 - Vila Mariana - São Paulo – SP
               Estacionamento no local e também 50 metros adiante, no Posto BR.

Confirmar presença até o dia 03/12/2015, com o Sr. Paulo Yamada, tel. (11) 97369.4737 e 3921.4997. 

CONCESSÃO DE BASES

Corredor na 1ª base, rebatida “ground” na direção da 3ª base. O defensor da 3ª base efetuou a defesa e lançou à 2ª base, mas não conseguiu eliminá-lo. Continuando a jogada, o defensor da 2ª base lançou à 1ª base, mas quando ele soltou a bola o batedor-corredor já tinha pisado a 1ª base. A bola lançada bateu no “mitt” do defensor da 1ª base e rolou para dentro do “dugout”.

Decisão: O corredor da 1ª base que chegou “safe” à 2ª base anota ponto e o batedor-corredor adquire o direito de ir à 3ª base. A concessão é de duas bases a partir da base que os corredores ocupavam no momento em que o defensor da 2ª base fez o lançamento.

[Regra 7.05 (g)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans               

terça-feira, 24 de novembro de 2015

BOLA ESCAPA DA MÃO DO ARREMESSADOR


Lance ocorrido num jogo do XII Campeonato Brasileiro de Beisebol Interseleção – Categria 70 Anos (Setentão)–, realizado nos dias 21 – 22/11/2015, no Estádio Mie Nishi (Bom Retiro). 

Corredor na 2ª base. Quando o arremessador iniciou os movimentos de arremesso, a bola escapou de sua mão e rolou em direção à 2ª base. Vendo isso, o corredor arrancou em direção à base seguinte –foi tocado pelo defensor da 3ª base, que recebera a bola lançada pelo arremessador. O técnico da equipe na ofensiva reclamou, alegando que deveria ser declarado um “balk”. Aí os árbitros se reuniram e aplicaram a regra; o corredor foi autorizado a ocupar a 3ª base.

Comentário – Regra 8.01 (d): Se uma bola que escapa da mão de um arremessador cruza a linha de “foul”, deve ser declarado um “ball”; caso contrário, deve-se considerar que não houve arremesso. Isto seria um “balk” com corredor(es) em base.