domingo, 31 de maio de 2015

BOLA “GROUND” TOCA A ‘ALMOFADA’ DA 3ª BASE

Rebatida “ground” na direção da 3ª base. A bola pulou ao tocar a ‘almofada’, passou por cima do defensor da 3ª base e rolou para o território “foul”.

 
É “fair ball”.

(Regra 2.00 “FAIR BALL”)

sábado, 30 de maio de 2015

INDICANDO QUE O TERCEIRO “STRIKE” NÃO FOI AGARRADO

1) Nenhum corredor em base, dois eliminados, contagem de arremessos: 0 – 2 (nenhum “ball” – dois “strikes”). No arremesso seguinte o batedor fez “swing”*;  a bola –não teve contato com o “bat”– tocou o solo, bateu no corpo do receptor e desviou. O batedor correu para a 1ª base.

 
2) Corredor na 3ª base, dois eliminados, contagem de arremessos: 1 – 2 (um “ball” – dois “strikes”). No arremesso seguinte o batedor fez “swing”; a bola –não teve contato com o “bat”– tocou o solo, bateu no “mitt”* e rolou pra frente. O batedor correu para a 1ª base.
 
Quando o batedor se torna um corredor de acordo com a Regra 6.09 (b), o árbitro de “home” deve indicar essa situação.

*“Swing” é o ato de girar (rodar) o "bat" para tentar rebater a bola arremessada.

*Mitt" = Luva especial para receptor.  

sexta-feira, 29 de maio de 2015

RECLAMAÇÃO APÓS ENCERRADO O JOGO

Durante o jogo, o arremessador de uma das equipes havia contestado algumas decisões dadas sobre seus arremessos. Quando se retirava do campo após o encerramento do jogo, ele  se dirigiu ao árbitro de "home" e continuou reclamando muito, proferindo insultos e ameaçando agredi-lo. O árbitro pode punir um jogador por conduta antiesportiva mesmo depois de encerrado o jogo?
 
Pode.

No caso (JOGADOR EXPULSO DEPOIS DE TERMINADO O JOGO) apresentado neste blog, no dia 03.09.2013, o vídeo mostra um jogador sendo expulso após encerrado o jogo.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

INTERFERÊNCIA DO ESPECTADOR?

“Foul Fly”. Quando o defensor estendeu o braço para fora da cerca para efetuar a defesa, um torcedor apanhou a bola. Deve ser declarada uma Interferência do Espectador?
 
Não. Deve ser declarado um “foul ball”.
 
 
Comentário – Regra 2.00 (“CATCH”):  ... Um defensor pode esticar-se sobre uma cerca, grade, corda ou outra linha demarcatória para efetuar uma pegada (“catch”). ...
 
Comentário – Regra 3.16: ... Não deve ser declarada uma Interferência quando um defensor se estica sobre uma cerca, grade ou corda, ou para dentro das arquibancadas, para apanhar uma bola. Ele faz isso a seu próprio risco.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

BOLA ARREMESSADA ATINGE O BATEDOR

Aconteceu num jogo de beisebol: Contagem de arremessos: 2 – 2 (dois "balls" – dois "strikes"). O arremesso seguinte –um 'in koona'*– atingiu o antebraço esquerdo do batedor.  O árbitro de “home” declarou um “BALL” e levantou os braços. Uma pessoa que estava assistindo ao jogo não entendeu a razão por que o  batedor não foi mandado à 1ª base, nem o gesto feito pelo árbitro.  
 
Lá vai a explicação:
 
1) O batedor não foi mandado à 1ª base porque ele não tentou se esquivar da bola. (O árbitro pode até ter julgado que ele agiu, intencionalmente, para cavar um ‘deddo booru’*.)  
 
2) Quando o batedor é atingido por um arremesso, a bola torna-se morta –mesmo quando ele não adquire o direito de ir à 1ª base–, e para indicar que a bola está fora de jogo o árbitro levanta os braços.  

(Nesse lance, o árbitro poderia ter declarado um “strike” se, na sua opinião, a bola teria passado na zona de “strike” não fosse o contato com o batedor.)
 
[Regra 6.08 (b) – vide REGRA APROVADA e NOTAS 1 a 4]
 
*'In koona' vem do inglês "in corner" (in k’órna) = canto interno. Arremesso 'in koona' = aquele direcionado ao canto (lado) interno da zona de “strike” do batedor.
 
*‘Deddo Booru’ (ou ‘detto booru’, como costumamos dizer) vem do  inglês “dead ball” (déd ból), que quer dizer bola morta. No beisebol/softbol brasileiro esse termo é usado para designar aquele lance em que o batedor atingido por um arremesso adquire o direito de ir à 1ª base, sem o risco de ser eliminado. 'Deddo Booru' = "Hit by Pitch", "Hit Batter", "Hit Batsman".

terça-feira, 26 de maio de 2015

BOLA LANÇADA ATINGE UM ÁRBITRO

A bola lançada pelo interbases para tentar uma jogada sobre o corredor da 2ª base atingiu o árbitro e desviou.

Interferência do Árbitro?

Não. A bola permanece viva e em jogo.


(Regra 5.08)
 
Ocorre uma Interferência do Árbitro somente quando: (1) o árbitro de “home” estorva, impede ou prejudica um lançamento do receptor que está tentando evitar um roubo de base ou eliminar um corredor fora da base; ou (2) uma bola “fair” que não tenha passado um defensor (exceto o arremessador) atinge um árbitro, em território “fair”.
 
[Regra 2.00 “INTERFERENCE” (c)]
 
Interferência do Árbitro pode ocorrer também quando ele estorva o receptor que está devolvendo a bola ao arremessador.
 
[Comentário – Regra 2.00 [“INTERFERENCE (c)]

segunda-feira, 25 de maio de 2015

CORREDOR OBSTRUÍDO EM “RUN-DOWN PLAY” – CONCESSÃO DE BASES

Rebatida “ground” na direção do interbases. O corredor da 2ª base foi surpreendido fora da base, e aí teve início uma jogada de perseguição (“run-down play”). Depois que o defensor da 2ª base soltou a bola, o corredor foi obstruído pelo interbases. A bola, mal lançada, passou longe do interbases e caiu dentro do “dugout”. O batedor-corredor já havia chegado à 1ª base quando ocorreu a Obstrução. Situe os corredores.
 
O corredor obstruído tem o direito de ir para “home” e ao batedor-corredor deve ser concedida a 3ª base. A concessão de bases é feita em razão do mau lançamento e não devido à falta cometida pelo interbases. 

[Regra 7.05 (g) – vide Comentário – Regra 7.06 (a)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans              

domingo, 24 de maio de 2015

INDICANDO QUE O PONTO NÃO É VÁLIDO

Para indicar que o ponto não é válido, o árbitro deve agitar os braços, olhando para o anotador oficial, e declarar: “O PONTO NÃO É VÁLIDO!” “O PONTO NÃO É VÁLIDO!”.
 

sábado, 23 de maio de 2015

ÁRBITROS MUDAM A DECISÃO APÓS VEREM O LANCE PELO VÍDEO

Primeira metade do segundo “inning”, bases cheias, um “out”, placar: 0 x 0. A bola rebatida caiu atrás da cerca do jardim direito e voltou ao campo. O árbitro da 1ª base sinalizou ‘bola em jogo’. O batedor-corredor, que estava avançando à 2ª base, foi eliminado ao tentar retornar à 1ª base. Atendendo à solicitação da equipe na ofensiva, os árbitros se reuniram e, após verem o lance pelo vídeo, mudaram a decisão para “home run” (“grand slam”).

sexta-feira, 22 de maio de 2015

“SAFE, FORA DA BASE!”

Defensor da 1ª base solta o pé da ‘almofada’ no momento em que apanha a bola lançada pelo receptor; enquanto isso, o batedor-corredor ultrapassa a base após pisá-la.

 
Nesse caso, o árbitro deve declarar “SAFE!” e, para deixar bem caracterizada a sua decisão, fazer um gesto indicando a falha do defensor (pode dizer com voz alta: “FORA DA BASE!”, “SAIU DA BASE!”, “TIROU O PÉ DA BASE!” ou “NÃO TOCOU A BASE!”).
 

quinta-feira, 21 de maio de 2015

BATEDOR-CORREDOR É DERRUBADO POR TRÁS POR UM DEFENSOR

A bola rebatida por meio de “bunt” caiu nas proximidades da linha da 1ª base. No momento em que o batedor-corredor iniciou a corrida à 1ª base, o receptor deu alguns passos à frente para efetuar a defesa e, inadvertidamente, chocou-se com ele por trás. O batedor-corredor foi ao solo. O receptor apanhou a bola e tocou-o enquanto ele ainda estava estatelado no chão. Como o árbitro deve decidir este lance?
 
O batedor-corredor  deve ser autorizado a ir à 1ª base.  Quando o batedor-corredor é derrubado por trás por um defensor, deve ser declarada uma Obstrução.  

[Regra 7.06 (a), Comentário – Regra 7.09 (j)/Interpretação do beisebol profissional]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

quarta-feira, 20 de maio de 2015

RECEPTOR APANHA O TERCEIRO “STRIKE” COM O CORPO

Nenhum corredor em base, um “out”, “ball count” (contagem de arremessos): 1 – 2 (um “ball” – dois “strikes”). O batedor fez “swing” (girou o “bat”). A bola passou sem tocar o “bat” e ficou presa entre o protetor de tórax e a coxa direita do receptor; e este apanhou-a antes de ela ir ao solo. O árbitro eliminou o batedor (“strikeout”).

 
Decisão correta. Foi aplicada a Regra 6.05 (b).  
 
Se a bola tivesse tocado o “bat”, seria declarado um “foul ball”, a menos que ela tivesse passado para trás após ter contato com a mão ou o  ‘mitto’* do receptor (nesse caso, seria declarado um “foul tip”, e o batedor seria eliminado por três “strikes”).
 
[Regra 2.00 “FOUL TIP”, Comentário – Regra 6.05 (b)]
 
*‘Mitto’ vem de “mitt”, um tipo especial de luva que oferece maior proteção à mão de uma pessoa. No beisebol, há luva especial para receptor –‘kyatti mitto’  = “catcher’s mitt”– e também para defensor da 1ª base – ‘fasto mitto’   = “first baseman’s mitt”.

terça-feira, 19 de maio de 2015

NOTA DE FALECIMENTO.

Faleceu ontem, nosso companheiro MAMORU OGAWA ("bigode"), em Presidente Prudente.
 
Mamoru, por muitos anos, foi um grande árbitro e coordenador da AAA.
 
Queremos prestar nossa solidariedade à familia, nesse momento tão difícil.

LANCE OCORRIDO NUM JOGO DO V CAMPEONATO BRASILEIRO DE BEISEBOL INTERCLUBE –CATEGORIA: 65 ANOS– REALIZADO NO ESTÁDIO MIE NISHI NOS DIAS 16 E 17/05/2015

Corredor na 1ª e 2ª base, um “out”, “fly para as proximidades da 2ª base. O árbitro de “home” aplicou a regra de “Infield Fly”. Como o defensor da 2ª base deixou a bola cair, o corredor da 2ª base arrancou em direção à 3ª base e foi eliminado por toque (terceiro “out”).  
 
Quando é declarado um “Infield Fly”, o batedor é “out” automaticamente, mesmo que o defensor não apanhe a bola no ar; os corredores podem avançar, correndo o risco de serem eliminados.  
 
Se num “Infield Fly” declarado o defensor derrubar, intencionalmente, um “fair fly”, a bola continuará em jogo, a despeito das disposições da Regra 6.05 (l). A regra de “Infield Fly” terá prioridade.
 
[Regras: 2.00 “INFIELD FLY”, 6.05 (e), 7.08 (c)]

segunda-feira, 18 de maio de 2015

INTERFERÊNCIA DA OFENSIVA?

A bola rebatida deu um pulo ao tocar o solo e atingiu o corredor da 3ª base que estava retornando à ‘almofada’, deslizando, no momento em que o defensor da 3ª base se preparava para efetuar a defesa.

 
O vídeo não mostra a decisão dada pelo árbitro da 3ª base.
 
Num lance assim, se o árbitro julgar que o corredor foi atingido em território “fair” –nesse caso a rebatida é “fair”–, deverá eliminá-lo aplicando a Regra 7.08 (f).  

Regra 7.08 (f): Um corredor é eliminado quando é atingido, em território “fair”, por uma bola “fair” que não tenha tido contato com um defensor do campo interno, incluindo o arremessador, ou não tenha passado um defensor do campo interno, exceto o arremessador. Vide Regras 2.00 “FAIR BALL”, 2.00 "INTERFERENCE" (a), 5.09 (f), 7.09 (k).

domingo, 17 de maio de 2015

RECEPTOR COMETE INTERFERÊNCIA

Nenhum “out”, corredor na 1ª base, tentativa de roubo da 2ª base.  Quando o receptor se levantou e estendeu o braço para apanhar o arremesso, sua luva (“mitt”) teve contato com o “bat” no momento em que o batedor fez “swing” e acertou um “foul ball”. O árbitro de “home” sinalizou que o receptor cometeu Interferência e mandou o batedor à 1ª base. O receptor não concordou com a decisão; e enquanto ele discutia com o árbitro, o técnico entrou no campo e também reclamou. Os árbitros se reuniram e, após se consultarem, mantiveram a decisão dada. O técnico continuou reclamando, mas em vão.
 
 
[Regras: 2.00 “INTERFERENCE” (b), 6.08 (c)]

sexta-feira, 15 de maio de 2015

CONCESSÃO DE BASES

O arremessador na Posição “Set” tirou o pé de apoio para trás do “pitcher’s plate” e tentou ‘pegar’ o corredor da 1ª base. O lançamento, porém, foi mal executado; a bola passou longe da luva do defensor e, ao tocar o solo, pulou para fora da cerca.  Quantas bases devem ser concedidas ao corredor?
 
Como o arremessador tirou o pé de apoio para trás do “pitcher’s plates” antes de lançar à 1ª base, ele se tornou um “infielder” (defensor do campo interno). Assim, o árbitro deve conceder duas bases ao corredor.

[Regras: 7.05 (g), 8.01 (e)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

quinta-feira, 14 de maio de 2015

“BAT” ESCAPA DAS MÃOS DO BATEDOR E VOA NA DIREÇÃO DO DEFENSOR QUE ESTÁ TENTANDO APANHAR A BOLA REBATIDA

O corredor da 1ª base arrancou para a 2ª base quando o arremessador iniciou os movimentos de arremesso. O batedor acertou um “liner”*. No momento da rebatida, o “bat” escapou das mãos do batedor e voou na direção do defensor da 2ª base, que estava se preparando para  efetuar a defesa. Por causa disso, ele não conseguiu fazer a jogada. (A bola passou ao lado dele  e atingiu o corredor, que estava passando atrás.) Que decisão deve ser tomada?
 
O batedor é “out” em razão da falta cometida (Interferência da Ofensiva). A bola torna-se morta e o corredor tem de etornar à 1ª base.  

[Regra 2.00 “INTERFERENCE” (a), Comentário – Regra 6.05 (h)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans

*"Liner" é uma bola rebatida que vai em linha reta, com força, do "bat" a um defensor, sem tocar o solo. “Liner” = “Line Drive”.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

FOI ANOTADO PONTO

Nenhum corredor em base, dois eliminados, contagem de bolas arremessadas: dois “strikes”. No arremesso seguinte o batedor fez “swing”*. A bola –não teve contato com o “bat”– tocou o solo na frente do “home plate” e pulou. O receptor apanhou-a e, achando que o batedor havia sido eliminado, deixou a sua posição e foi caminhando rumo ao “bench” (e isso após ter rolado a bola em direção ao “pitcher’s plate); seus companheiros de equipe acompanharam-no. Enquanto isso, o batedor-corredor pisou todas as bases legalmente.
 
Decisão: Como a bola do terceiro “strike” não foi apanhada legalmente, o batedor tornou-se um corredor. Portanto, nessa jogada foi anotado um ponto.

[Beisebol  – Regras: 6.05 (b), 6.09 (b)]
 
(Softbol – Regra 8 – Seção 1b – 2)

*“Swing”  = Ato de girar (rodar) o "bat" para tentar rebater a bola arremessada.


terça-feira, 12 de maio de 2015

XVIII CURSO DE FORMAÇÃO DE ÁRBITROS DE BEISEBOL 2015

A Associação de Árbitros e Anotadores de Beisebol e Softbol do Brasil convida os interessados a participarem do Curso de Formação de Árbitros de Beisebol.

Esse curso é voltado aos iniciantes, atletas e pais novos que gostariam de aprender as regras básicas desse esporte fascinante. E é item obrigatório para quem quer se tornar um árbitro de beisebol.

Datas ....: 11, 12, 18, 19, 25 e 26 de julho de 2015.
Horário ..: início as 08:00 hs
Local .....: GECEBS – Arujá - SP
Taxa ......: R$ 100,00 (só o curso. Café e refeição acertar direto no baitem)

Informações:

Paulo Yamada  tel.: (11) 3921.4997 / 97369.4737

Alberto Iwano - tel.: (11) 98145.3599 - email: alberto_iwano@yahoo.com.br

Milson Aoki - tel.: (11) 98169.3266 - email: drmilson@ig.com.br

Roberto Shiomatsu - tel.: (11) 99252.5766 - email: rshiomatsu@gmail.com
(como chegar, refeição e alojamento)

HOUVE UMA JOGADA DUPLA?

Corredor na 1ª base, nenhum eliminado, “ball count” (contagem de bolas arremessadas): 1 – 1 (um “ball” – um “strike”). O batedor preparou-se para executar “bunt”. Enquanto isso, o corredor arrancou em direção à 2ª base. Quando o batedor esticou os braços para alcançar o arremesso –um ‘auto koona’*–, a bola atingiu a sua mão esquerda* e subiu; o arremessador apanhou-a no ar e lançou ao defensor da 1ª base.  Houve uma jogada dupla?
 
Não. Como o batedor foi atingido pela bola arremessada quando estava tentando rebatê-la, deve ser declarado um “strike”. É bola morta e o corredor tem de retornar. A contagem de bolas arremessadas passa para 1 – 2 (um “ball” – dois “strikes”).
 
[Regras: 2.00 “STRIKE” (e), 6.08 (b) – REGRA APROVADA]
 
Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           
 
*‘Auto koona’ vem do inglês “out corner” (aut k’órna), que significa canto externo. Arremesso ‘auto koona’ é aquele direcionado ao canto (lado) externo da zona de “strike” do batedor.
 
*As mãos que seguram o “bat” não são consideradas uma parte desse “bat”.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

QUEM DEVE SER ELIMINADO?

Corredor na 1ª e 2ª base, nenhum "out". Os dois iniciaram a corrida às bases seguintes no momento do arremesso. Rebatida “ground” forte na direção da 3ª base.  O defensor da 3ª base efetuou a defesa e tocou o corredor da 2ª base, mas, em seguida, derrubou a bola em razão do violento tapa no braço que recebeu do corredor já eliminado. Enquanto isso, o corredor da 1ª base chegou à 2ª base e o batedor-corredor alcançou a 1ª base.  Quem deve ser eliminado?
 
O corredor da 2ª base é “out” por ter sido tocado. Como os corredores haviam iniciado a corrida no momento do arremesso, a jogada seguinte mais provável seria na 1ª base. Assim, o batedor-corredor deve ser eliminado por causa da infração cometida por seu companheiro de equipe. O corredor da 1ª base deve retornar.  

[Regras: 7.08 (c),  7.09 (e)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

domingo, 10 de maio de 2015

CORREDOR ELIMINADO NO “HOME” IMPEDE QUE O RECEPTOR COMPLETE UMA JOGADA SOBRE OUTRO CORREDOR

Corredor na 2ª e 3ª base, rebatida “ground” forte na direção do defensor da 3ª base. O corredor da 3ª base tenta anotar ponto, mas é eliminado por toque pouco antes de alcançar o “home plate”. Desgostoso por ter sido “out”, dá uma cotovelada no receptor e impede que ele complete a jogada sobre o corredor que está avançando à 3ª base. O corredor deve ser mandado de volta à 2ª base?  
 
O corredor deve ser mandado para o “dugout”; ele é “out” em razão da Interferência cometida por seu companheiro de equipe.  

(Beisebol - Regras: 2.00 “INTERFERENCE” (a), 7.09 (e)]
 
(Softbol – Regras: 1 – Seção 60a, 8 – Seção 9o)

sábado, 9 de maio de 2015

“COACH” DA 3ª BASE APANHA UMA BOLA REBATIDA QUE ESTÁ ROLANDO RENTE À LINHA DA 3ª BASE EM TERRITÓRIO “FOUL”

A bola rebatida foi rolando lentamente rente à linha da 3ª base. O “coach” da 3ª base, achando que ela poderia entrar no território “fair”, foi até perto da linha e apanhou-a.  Há alguma penalidade?
 
Desde que haja alguma possibilidade de a bola entrar na área “fair”, o “coach” não pode tocá-la; se o fizer, o batedor será eliminado (Interferência da Ofensiva). 

[Regras: 2.00 "INTERFERENCE" (a), 7.11]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

sexta-feira, 8 de maio de 2015

REBATIDA “LINE DRIVE” – A BOLA CAI SOBRE A LINHA DE “FOUL” ATRÁS DA 3ª BASE E PULA PARA FORA DO CAMPO

Batedor canhoto acertou um “line drive” na direção da 3ª base. O defensor da 3ª base saltou para tentar efetuar a defesa; a bola passou sobre sua cabeça –sem ter contato com a luva–, tocou a linha de “foul” (alguns metros atrás da base) e pulou para fora do campo de jogo. Dê a sua decisão.
 
Uma bola rebatida em voo que cai sobre a linha de “foul” atrás da 1ª ou 3ª base é “fair”. Como, no caso apresentado acima, a bola saiu do campo de jogo, o batedor-corredor deve ser autorizado a avançar duas bases, sem o risco de ser eliminado. 

[Beisebol – Regras: 2.00 “FAIR BALL”, 7.05 (f)]
 
(Softbol – Regras: 1 – Seção 29, 8 – Seção 7h, 8 – EFEITO – Seção 7h)

quinta-feira, 7 de maio de 2015

RECICLAGEM PARA ÁRBITROS DE BEISEBOL 2015

Nos dias 02 e 03 de maio, estivemos em Mirandópolis-SP, para a última etapa da Reciclagem 2015.
 
Participaram 19 árbitros das cidades de Mirandópolis, Guararapes e região.

Agradecemos a Marcelo Mifune (presidente da Liga Noroeste) e Heriverto Norito Tanikawa, pelo convite e organização do evento.

JOGADA DE APELAÇÃO

Um “out”. Rebatida “fly” para o jardim direito quando o corredor da 1ª base está avançando à 2ª base. O jardineiro direito apanha a bola no ar. O corredor –que havia dado alguns passos em direção à 3ª base– inicia o retorno à 1ª base, mas sem pisar a 2ª base. O lançamento do jardineiro direito para tentar eliminá-lo é mal executado –a bola entra no “bench” do lado da 1ª base. O corredor chega tranquilamente à 1ª base e é autorizado a ir à 3ª base. A equipe na defensiva pode apelar sobre a omissão da 2ª base?
 
Sim. E se a apelação for feita corretamente, o corredor será eliminado. (Quando a bola está morta, um corredor não pode tentar tocar uma base omitida no retorno, depois de ter pisado a base subsequente.)

[Regra 7.10 (b) – REGRA APROVADA (2)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

quarta-feira, 6 de maio de 2015

BOLA LANÇADA ATINGE UM ÁRBITRO

Corredor na 1ª e 3ª base, um eliminado. A bola rebatida saltou ao tocar o solo e foi na direção do interbases. Este avançou e efetuou a defesa; em seguida, lançou à 2ª base para iniciar a jogada dupla ... mas ... o lançamento atingiu o árbitro. O batedor-corredor chegou à 1ª base e os corredores avançaram uma base. Como deve ser decidido este lance?
 
Uma bola lançada que atinge um árbitro continua viva e em jogo. O ponto é válido; o corredor da 1ª base permanece na 2ª base, e o batedor-corredor, na 1ª base.

(Regra 5.08)
 
Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

terça-feira, 5 de maio de 2015

INTERFERÊNCIA DA OFENSIVA – FOI ANOTADO PONTO?

Corredor na 1ª e 3ª base, nenhum eliminado. O corredor da 1ª base estava roubando a 2ª base no momento do arremesso. O batedor acertou uma rebatida “ground”; a bola foi em direção ao defensor da 2ª base. O corredor da 1ª base, antevendo uma jogada dupla, trombou, intencionalmente, com o interbases, que estava cobrindo a 2ª base. O árbitro decidiu corretamente: eliminou o corredor, pela falta cometida (Interferência da Ofensiva), e eliminou também o batedor-corredor, devido à ação de seu companheiro. Enquanto isso, o corredor da 3ª base pisou o “home plate”. Foi anotado ponto?
 
Não. Como a bola fica morta quando ocorre uma Interferência, nenhum corredor pode avançar. O corredor da 3ª base tem de retornar à sua base.
 
[Regras: 2.00 “INTERFERENCE” (a), 7.09 (f), 7.09 – PENALIDADE]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

segunda-feira, 4 de maio de 2015

BOLA REBATIDA ATINGE UM CORREDOR

Corredor na 1ª base. O batedor acertou um “line drive” na direção da 1ª base. A bola bateu no ombro do corredor e pulou; o defensor da 1ª base apanhou-a no ar. Na opinião do árbitro, o corredor foi atingido pela bola acidentalmente. Que decisão deve dar o árbitro?
 
O corredor é “out” e a bola torna-se morta. Ao batedor deve ser concedida a 1ª base. 

[Regras: 6.08 (d), 7.09 (k)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans           

domingo, 3 de maio de 2015

CORREDOR DE CORTESIA

Num jogo da categoria Júnior, um batedor foi autorizado a ir à 1ª base por ter sido atingido pela bola arremessada (“hit by pitch”). Enquanto ele era atendido para apurar a gravidade da bolada, o técnico utilizou um jogador que também estava no jogo –o batedor anterior que, após completar a sua vez de bater, se encontrava no “bench”– como corredor substituto, com a condição de retornar o jogador removido ao jogo quando ele estivesse em condição de ocupar o seu lugar como corredor. O técnico da equipe adversária reclamou, mas o jogo teve prosseguimento assim mesmo.  

Esse procedimento não é permitido de acordo com a Regra 3.04.
 
Vejamos o que diz essa regra:
 
Um jogador cujo nome está na ordem de batedores de sua equipe não pode se tornar um corredor substituto de outro membro de sua equipe.

Comentário – Regra 3.04: O objetivo desta regra é eliminar a prática de se usar os assim chamados corredores de cortesia (“courtesy runners”). Nenhum jogador que está no jogo deve ser autorizado a atuar como um corredor de cortesia no lugar de um companheiro de equipe. Nenhum jogador que estava no jogo e fora retirado por um substituto deve retornar como um corredor de cortesia. Se um jogador que não está no “lineup” (formulário de escalação) da equipe for usado como um corredor, será tratado como um jogador substituto.

ooo 0 ooo
 
Até 1950, era permitido o uso de corredores de cortesia, com o consentimento da equipe adversária. Se, por exemplo, um jogador “X” fosse atingido no tornozelo por um arremesso do arremessador “Y” e ficasse temporariamente incapacitado, um companheiro de equipe poderia correr por ele se a equipe contrária concordasse com isso.  O jogador “X” poderia voltar ao jogo desde que estivesse em condição de ocupar o seu lugar no campo no início do próximo “inning”.
 
Fonte: The Rules of Baseball, de David Nemec

sábado, 2 de maio de 2015

INTERFERÊNCIA DA OFENSIVA OU BOLA EM JOGO?

Jogada: Corredor na 2ª base, dois eliminados, rebatida “ground” na direção do espaço entre o interbases e o defensor da 3ª base.  Este movimentou-se rapidamente  para tentar efetuar a defesa, e o interbases posicionou-se atrás dele. A bola passou através do defensor da 3ª base –sem ser tocada por ele– e atingiu  o corredor da 2ª base, que estava passando imediatamente atrás dele. Esse corredor deve ser eliminado?
 
Se os árbitros julgarem que o interbases teria possibilidade de fazer uma jogada sobre a bola, o corredor deve ser eliminado (Interferência da Ofensiva); do contrário, o jogo deve prosseguir normalmente (a bola permanece em jogo).

[Regras: 5.09 (f), 7.09 (k)]

sexta-feira, 1 de maio de 2015

BATEDOR-CORREDOR COLIDE, INTENCIONALMENTE, COM O DEFENSOR DA 1ª BASE, COM O EVIDENTE PROPÓSITO DE EVITAR UMA JOGADA DUPLA

Bases cheias, nenhum eliminado, rebatida “ground” na direção da 1ª base. Quando o defensor da 1ª base estava avançando para efetuar a defesa, o batedor-corredor colidiu, intencionalmente, com ele e derrubou-o –a bola foi rolando para o jardim direito. Na opinião do árbitro, a defensiva teria grande chance de concretizar uma Jogada Dupla. Que decisão deve ser dada a esta jogada?
 
O batedor-corredor é “out” ... e ... o corredor da 3ª base também é “out”,  independente de onde a Jogada Dupla teria sido executada. Os demais corredores retornam.

[Regras: 2.00 “INTERFERENCE” (a), 7.09 (g)]

Fonte: DIAMOND CHALLENGE, de Jim Evans