domingo, 18 de maio de 2014

SUBSTITUIÇÃO ILEGAL DE ARREMESSADOR

Jogo Los Angeles Angels vs. Houston Astros. Primeira metade do 7º “inning”, Angels no ataque, corredor na 1ª e 2ª base, “two-out” (dois “outs"). O técnico do Astros substituiu o arremessador destro por um canhoto, para enfrentar o batedor de turno (canhoto). Ao notar, porém, que um batedor destro estava no círculo do batedor seguinte, resolveu mandar ao montículo outro arremessador (destro), e isso depois que o substituto anunciado anteriormente  havia feito os arremessos de aquecimento. Como o árbitro de “home” autorizou a nova alteração, o técnico do Angels reclamou, furiosamente, e após tentar várias vezes explicar-lhe que o substituto anterior teria que enfrentar pelo menos um batedor, finalmente usou um batedor canhoto, e este foi eliminado rebatendo um “fly”. Em seguida, dirigiu-se ao chefe do grupo de árbitros e informou-lhe que continuaria o resto do jogo sob protesto. O protesto tornou-se nulo porque Angels ganhou o jogo.

 
Regra 3.05 (b): Se o arremessador for substituído, o substituto deverá arremessar ao batedor de turno, ou ao seu substituto, até que ele seja eliminado ou alcance a 1ª base, ou até que a equipe na ofensiva sofra a terceira eliminação, a menos que se machuque ou adoeça e o árbitro principal o considere incapacitado para continuar atuando como um arremessador.

Sem comentários:

Enviar um comentário