quinta-feira, 27 de março de 2014

BOLA REBATIDA ATINGE UM CAPACETE OU “BAT”

Se uma bola rebatida atinge acidentalmente um capacete (o corredor não tinha nenhuma intenção de interferir), em território “fair”, a bola permanece em jogo como se nada tivesse acontecido.
 
Se uma bola rebatida atinge acidentalmente um capacete (o corredor não tinha nenhuma intenção de interferir), em território “foul”, é um “foul ball”.
 
Se uma bola rebatida atinge acidentalmente um “bat” ou parte de um “bat” (o corredor não tinha nenhuma intenção de interferir), em território “foul”, é um “foul ball”.
 
O batedor-corredor derruba o “bat” e a bola rola contra esse “bat”, em território “fair”; se, na opinião do árbitro, o batedor-corredor não teve nenhuma intenção de interferir no curso da bola rebatida, a bola permanece viva e em jogo.
 
Se após rebater um “ground” (inclusive por meio de “bunt”) para o território “fair” o “bat” atingir a bola pela segunda vez, em território “fair”, o batedor será eliminado e a bola ficará morta.
 
Se, na opinião do árbitro, um corredor de bases derruba o capacete (ou “bat”), ou atira esse equipamento contra a bola, com intenção de interferir numa bola rebatida (“fair” ou “foul”), tal corredor deve ser eliminado; a bola torna-se morta e os corredores devem retornar à última base legalmente tocada.
 
[Regras: 6.05 (h), 6.05 (i), 7.09 (b)]
 
Fonte: Manual do Árbitro da N.A.P.B.L. – National Association of Professional Baseball Leagues

Sem comentários:

Enviar um comentário