terça-feira, 14 de janeiro de 2014

SUBSTITUIÇÃO DE JOGADORES

Um jogador, ou jogadores, pode(m) ser substituído(s) durante um jogo a qualquer momento em que a bola está morta.
 
O técnico deve notificar imediatamente o árbitro-chefe sobre qualquer substituição e deve informar-lhe a posição que o jogador substituto vai ocupar na ordem de batedores de sua equipe.
 
Uma substituição é completada e o jogador é considerado como tendo entrado no jogo quando o técnico notifica o árbitro-chefe sobre tal substituição. Se a substituição não for comunicada, ou se após a notificação ela não for anunciada, o jogador será considerado como tendo entrado no jogo quando:
 
1. Se for um arremessador: ele ocupa sua posição sobre o “pitcher’s plate” antes de efetuar um arremesso (preparatório ou não).
 
2. Se for um batedor: ele ocupa sua posição no “batter’s box”.
 
3. Se for um defensor: ele chega à posição que o defensor substituído ocupava normalmente, e o árbitro reinicia o jogo.
 
4. Se for um corredor: chega à base que o corredor substituído ocupava.
 
Os árbitros são instruídos a confirmar todas as substituições feitas pelo técnico de uma equipe e informar o técnico da equipe oponente sobre as alterações.
 
Quando o árbitro-chefe é informado pelo técnico sobre uma substituição, ele deve fazer a alteração no seu formulário de escalação (“lineup card”). Depois, deve indicar a substituição à sala da imprensa, (1) levantando a mão em sua direção, e (2) apontando para a posição do jogador substituto no campo. O técnico oponente também deve ser informado sobre a substituição. A substituição não deve ser indicada até que o árbitro tenha feito a mudança no formulário de escalação.

Fonte: Manual do Árbitro da N.A.P.B.L. - National Association of Professional Baseball Leagues

Sem comentários:

Enviar um comentário