quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

CONDUÇÃO DE JOGO

COMO CONDUZIR UMA PARTIDA SATISFATORIAMENTE
 
Os árbitros são os responsáveis pelo bom andamento de uma partida. Portanto, devem:
 
1) Estar concentrados no jogo o tempo todo.
 
2) Conhecer profundamente as regras do jogo; dominar as diversas técnicas de arbitragem (posicionamento, postura, movimentação, gestos, impostação de voz etc.); aplicar corretamente as regras e tomar decisões claras e seguras; enfim, devem saber trabalhar razoavelmente bem, com regularidade.
 
3) Manter um bom ritmo de jogo:
 
a)      Exigir que as equipes entrem no/saiam do campo sem perda de tempo.
 
b)      Exigir que os arremessos de aquecimento sejam feitos dentro do tempo estabelecido.
 
c)      Exigir que o arremessador se posicione rapidamente e efetue o arremesso.
 
d)       Exigir que o receptor devolva a bola rapidamente ao arremessador.
 
e)      Não permitir que o batedor saia do “batter’s box” constantemente.
 
f)       Não permitir que o receptor saia de sua posição a cada arremesso.
 
g)      Exigir que o batedor seguinte entre no “batter’s box” logo que o batedor precedente completa a sua vez de bater.
 
h)      Coibir que o arremessador faça lançamentos desnecessários a uma base.
 
i)        Num “foul ball” muito evidente, não há necessidade de declarar “FOUL BALL!” e fazer o gesto correspondente, a menos que haja corredor(es) avançando nas bases (entregar, imediatamente, uma nova bola ao receptor ou ao arremessador e mandar seguir o jogo, declarando “PLAY!”).
 
j)        Não paralisar o jogo desnecessariamente (por exemplo: declarar “TIME!” cada vez que vai limpar o “home plate”).
 
Enfim, devem evitar perda de tempo e manter o jogo sempre em andamento. A duração de uma partida depende muito do ritmo de jogo imposto pelos árbitros.
 
4) Ter bom senso:
 
a)      Dependendo das circunstâncias, não ficar muito restritos às minúcias da regra na hora de tomar determinadas decisões.
 
b)      Um lance polêmico deve ser decidido pelo consenso de todos os árbitros, sempre usando o bom senso.
 
5) Ter humildade:
 
a)      Devem ser humildes.
 
b)      Nunca devem pensar em APARECER. Lembrem-se: os árbitros só aparecem quando cometem algum erro.
 
6) Ajudar-se mutuamente:
 
a)      Devem atuar em harmonia e ajudar-se mutuamente. Devem reunir-se rapidamente para conversar e definir a decisão correta a ser tomada.
 
b)      Devem ter espírito de companheirismo. Devem respeitar os princípios éticos.
 
7) Ter bom relacionamento com técnicos e jogadores:
 
a)      Saber ouvir e esclarecer as dúvidas.
 
b)      Ser cordiais e tranquilos. 
 
c)      Manter o autocontrole.
 
d)      Saber suportar as pressões dos técnicos e jogadores.  
 
8) Ter autoridade:  
 
a)      Exercer a autoridade com rigor, sem, no entanto, fazer uso abusivo de seus poderes.
 
b)      Ser rigorosos, sem ser arrogantes e prepotentes.
 
9) Ter credibilidade.
 
Se estiverem suficientemente preparados, poderão adquirir a confiança dos jogadores, técnicos, “coaches”, espectadores etc.
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário