sábado, 20 de julho de 2013

LANCES SIMPLES QUE PODEM SUSCITAR DÚVIDAS

1) Um eliminado, corredor na 1ª e na 2ª bases. O batedor tenta rebater o terceiro “strike” e erra (o “bat” não tem contato com a bola).  O receptor derruba a bola. Vendo isso, os dois corredores arrancam para as bases seguintes. O batedor chega à 1ª base.
 
O batedor é eliminado automaticamente. Os corredores serão eliminados se forem tocados fora da base.

[Beisebol – Regra 6.05 (c)]
 
(Softbol – Regra 7 – Seção 6m)

2) Num “squeeze play”, o batedor executou um “bunt” com perfeição; ocorre que, no momento em que ele tocou a bola com o “bat”, um pé estava pisando o “home plate”.
 
No softbol, o batedor é “out”.

(Regra 7 – Seção 6d)

No beisebol, o batedor será eliminado somente se o pé em contato com o  “home plate” estiver completamente fora do “batter’s box” (as linhas demarcatórias do “batter’s box” são consideradas dentro do “box”).
 
[Regra 6.06 (a)]

3) O batedor foge do arremesso que vem na direção do seu peito, mas não consegue evitar que ele atinja as mãos que estão empunhando o “bat”; a bola toca o solo, rola para o território “foul” e para.
É “foul ball”?
 
Não. O batedor adquire o direito de ocupar a 1ª base. As mãos do batedor não devem ser consideradas uma parte do “bat”. É bola morta (“dead ball”).

[Beisebol – Regra 6.08 (b)]
 
(Softbol – 8 – Seção 1f – vide NOTA, Regra 8 – EFEITO – Seção 1f)

4) O árbitro declarou “INFIELD FLY!”, mas a bola, empurrada pelo vento, caiu no território “foul” e parou.
 
A declaração de INFIELD FLY deve ser anulada. É “foul ball”.

(Beisebol – Regra 2.00 “INFIELD FLY”)
 
(Softbol – Regra 1 – Seção 56 )

Sem comentários:

Enviar um comentário